O ano começou, e começa a procura para economizar na compra do material escolar sendo essa, uma das maiores preocupações dos pais.

Anualmente os meses de janeiro é o mais pesado para os brasileiros, já que existem várias despesas com material escolar, imposto do carro, entre outras.

Por isso economizar no orçamento do material é uma prioridade para muitas famílias, já que os materiais estão cada vez mais caros.

Hoje vamos dar algumas dicas que vão te ajudar a economiza no momento da compra do material escolar.

Tenha um orçamento determinado

Você precisa definir metas realistas sobre o valor que você poderá investir na compra de material escolar. Isso evita que você comece o ano com dívidas acumuladas.

Promoções imperdíveis e parcelamentos longos podem comprometer o orçamento por mais tempo que o necessário. Já que outras necessidades podem surgir no restante do ano.

Por isso se possível determine um valor à vista para compra do material, caso você precise parcelar, faça em poucas vezes. Mas dentro do valor determinado par compra do material.

Outro ponto fundamental é você ver quais produtos são realmente necessários, nos meses de janeiro e fevereiro os preços costumam estar maiores do que em outras épocas.

Converse com a escola se há possibilidade de dividir em semestre por exemplo o material escolar. Assim você não precisa gastar muito já no início do ano.

Verifique a real necessidade de compra de novos materiais

Sabemos que é uma felicidade para crianças comprar materiais escolar novos, mas para equilibrar o orçamento vale negociar. Procure no material antigo se há algum item que está em bom estado para evitar a compra.

Muito matérias como tesoura, régua, borracha, apontador, estojo, mochilas, entre outros não são tão usados e podem ser usados novamente. Livros didáticos em alguns casos podem ser repassado do irmão mais velho para o mais novo, só precisa de um cuidado a mais.

Não saia da lista!

As papelarias criam combos para fazer com que os clientes comprem mais do que se precisa. Por isso fique de olho nessas super promoções que te influenciam a comprar bem mais do que precisa.

Sei que a criança vai pedir um super caderno do seu personagem favorito. Mas verifique se o valor está no seu orçamento e tente comprar outro parecido com um valor mais em conta.

Não caia nas exigências abusivas

Muitas escolas abusam da lista de materiais escolares e acabam pedindo matérias como produtos de limpeza e higiene que não serão usados pelas crianças. Assim como a exigência de marcas ou de um determinado estabelecimento, isso é ilegal segundo a Lei 9.870/99.

Por isso se perceber qualquer irregularidade com a lista de material escolar, questione a escola.

Compras compartilhadas

Que tal combinar com outras mãos e se reúnam para realizar a compra do material escolar em lojas de atacado.

Muitos materiais usados como lápis, borrachas e canetas podem ser comprados em caixas o que abaixa bastante o valor de cada item.

Faça uma pesquisa sobre o valor e marca dos materiais em lojas de atacado e de papelarias e veja o valor da economia você mesmo.

Para mamães que usam livros escolares realizar um bazar de troca pode era uma boa opção, assim todas economizam com os livros.

Lembre-se quanto maior o valor final da compra, maior o poder de negociação. Por isso use e abuse desse poder de negociação no momento de fechar a compra.

Pesquise e não tenha vergonha de pechinchar

Para economizar vale muito a pena pesquisar, use todas as ferramentas disponíveis para isso. Pesquise nas lojas da sua região quais são os preços de materiais escolares. Depois sente na frente do computador e pesquise em sites de materiais escolares na internet. Na internet em muitos casos os valores são bem melhores do que os preços das lojas físicas. Por isso não tenha vergonha e pesquise sempre.

Se for comprar em loja física não tenha vergonha de pedir o famoso descontinho quando for efetuar o pagamento da compra à vista.

Comprar tudo em um único lugar pode não ser a melhore estratégia, em muitas cidades as lojas costumam ficar na mesma região. Então compre o que é mais barato em cada lugar, assim você pode economizar ainda mais. Uma pesquisa revelou que um mesmo item pode ter variação de mais de 584,21% em lojas diferentes.

Se você deseja fugir de lojas de materiais mais caros, procure lojas menores, elas terão menos opções e geralmente com valores menores. Quanto maior a loja, mais opções para as crianças, maiores as chances de gastar demais.

Não tenha pressa no volta as aulas 2020

Realizar comprar com pressa não é uma boa ideia, já que para realizar uma boa pesquisa é preciso de tempo. E muitas vezes é necessário ir mais de um dia para poder realizar uma boa pesquisa.

Mesmo no dia da compra vale a pena ver se tem alguma nova promoção, tire o dia para realizar essas compras, só assim você realmente estará realizando um bom negócio.

Outro ponto importante é ficar ligado nos prazos de trocas, entre outras informações importantes referente a defeitos ou problemas com a compra.

Uma ida ao sebo pode ser uma boa opção também, já que você pode encontrar livros usados por um valor bem melhor! Vale ficar de olho em relação à edição e a atualização dos livros, um livro desatualizado não vale a pena.

O importante é que apesar da necessidade de economizar a criança não sai prejudicada. Já que nem sempre o mais barato, pode ser o melhor. Muitas vezes o lápis de cor que quebra o tempo todo e acaba apontando mais, pode ser vantajoso.

Algumas questões na economia como qualidade e durabilidade devem ser levadas em consideração no momento da compra.

Então faça uma pesquisa entre materiais que pode ser os mais baratinhos, os que precisam de um média e boa qualidade. Materiais duráveis e um pouco mais caros pode ser uma forma de economizar, já que pode durar por mais de um ano.

Com todas essas dicas com toda certeza você irá economizar na compra do material escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X